O Programa mais Recente:

  • Erro médico é tema de edição do Justiça Para Todos

    Erro médico é tema de edição do Justiça Para Todos

    Entrevistado:

    David Castro Stacciarini

    Data do Programa:

    Quinta, 22 Fevereiro 2018

    Tema:

    Erro médico

    O Justiça Para Todos conversou, nesta quinta-feira (22), com o advogado David Castro Stacciarini, que trouxe aos ouvintes mais informações sobre erro médico. Primeiramente, ele explicou o significado desse conceito, citando também os tipos de erro médico mais comuns no país. “Um incidente, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, é um evento ou circunstância que poderia ter resultado ou resultou em dano desnecessário ao paciente. Podemos dizer que ele é intencional ou não”, pontua.
    Na oportunidade, o advogado também esclareceu de que forma ocorre a investigação e julgamento dos casos de erro médico no país, especificando em que casos uma denúncia no CRM pode virar um processo disciplinar e quais as penas previstas para o profissional que é condenado. Por fim, David comentou sobre atitudes que podem prevenir a ocorrência de erros médicos.
    Confira aqui a entrevista na íntegra.

Saque de contas inativas do FGTS é tema do Justiça para Todos

Quinta, 16 Março 2017

Saque de contas inativas do FGTS é tema do Justiça para Todos

Tema:

Saque de contas inativas do FGTS

Entrevistado:

Lucas Otsuka

 

Nesta quinta-feira (16), o advogado Lucas Otsuka compareceu aos estúdios da rádio Educativa, AM 630, para explicar ao ouvinte do programa Justiça para Todos sobre o FGTS e o saque das contas inativas.


No início da entrevista o advogado explicou o motivo da criação do Fundo de Garantia e quais são seus benefícios. ‘‘O FGTS é uma grande conquista do trabalhador’’, declarou e prosseguiu: ‘‘ele trouxe benefícios diretos e indiretos. Nós podemos dizer que os diretos são: a forma de poupança que é um seguro que o trabalhador tem quando perde o emprego, mas também, pode utilizar esse valor de outras formas que a Lei de prevê, que são quando o trabalhador se aposenta, quando o trabalhador permanece fora do regime do FGTS por três anos ininterruptos, também sacar, quando o trabalhador ou um dependente seu tem uma doença grave como câncer e AIDS, e existem outras situações’’.


Mais ao final da entrevista, Otsuka comentou sobre o prazo para a retirada do FGTS. ‘‘Como é muita gente, estima-se que cerca de 10 milhões de trabalhadores serão beneficiados com essa medida no país, então foi criado um calendário dividido em cinco períodos em que esses períodos são divididos pela data de nascimento de cada trabalhador, ou seja, aqueles trabalhadores que nasceram entre janeiro e fevereiro, podem fazer o saque a partir do dia 10 março, já para aqueles trabalhadores que nasceram entre março, abril e maio podem sacar a partir do dia 10 de abril, para quem nasceu a partir de junho, julho e agosto, poderá sacar a partir do dia 10 de maio; aqueles que nasceram entre setembro, outubro e novembro, poderão sacar a partir do dia 16 de junho e aqueles que nasceram em dezembro, poderão sacar a partir do dia 14 de julho’’.

 

Confira a entrevista na íntegra com o advogado Lucas Otsuka

bemapbjudibamb403069308 jusprevlogo