O Programa mais Recente:

  • Conheça o trabalho desenvolvido pelo Núcleo de Práticas de Incentivo à Autocomposição do MPPR

    Conheça o trabalho desenvolvido pelo Núcleo de Práticas de Incentivo à Autocomposição do MPPR

    Entrevistado:

    Samia Saad Galotti Bonavides

    Data do Programa:

    Terça, 22 Janeiro 2019

    Tema:

    Trabalho desenvolvido pelo Núcleo de Práticas de Incentivo à Autocomposição do MPPR

    Nesta terça-feira (22), o Justiça para Todos conversou com a procuradora de justiça Samia Saad Galotti Bonavides sobre o trabalho desenvolvido pelo Núcleo de Práticas de Incentivo à Autocomposição do Ministério Público do Paraná. A convidada deu início a entrevista explicando o que são os métodos alternativos de resolução de conflitos, os principais objetivos da iniciativa do MPPR e como funcionará na prática o trabalho realizado pelo Núcleo. Além de falar sobre a importância da política de incentivo e aperfeiçoamento dos mecanismos de autocomposição, Samia apontou os benefícios que estas práticas trazem a sociedade. Com relação aos planos para o ano de 2019, a procuradora ressaltou: “Os planos são no sentido do Núcleo se consolidar e principalmente, conseguir estimular e atuar em composição na área dos direitos difusos e coletivos”.  Confira aqui a entrevista na íntegra. 

Saiba quais são os direitos do consumidor bancário

Terça, 11 Dezembro 2018

Saiba quais são os direitos do consumidor bancário

Tema:

Direitos do consumidor bancário

Entrevistado:

Rafael Guazelli

 

O Advogado Rafael Guazelli conversou com o Justiça para Todos, nesta terça-feira (11), sobre os direitos do consumidor bancário. As legislações que asseguram os direitos do consumidor bancário, os motivos pelos quais houve a necessidade de criar uma legislação específica para garantir estes direitos e os cuidados que devem ser tomados ao utilizar bancos digitais, foram questões esclarecidas pelo convidado. Na oportunidade, Rafael também trouxe explicações a respeito do grande número de ações na justiça envolvendo as instituições bancárias e apontou os casos mais frequentes de violação dos direitos do consumidor bancário. Com relação aos deveres do consumidor, Rafael Guazelli ressaltou: “O dever de você reclamar e denunciar. Além de ser um direito, mas sobretudo é um dever do consumidor. Se ele verificar que tem uma prática ilegal do banco ele deve fazer a denúncia”. Confira aqui a entrevista na íntegra.

 

bemapbjudibamb403069308 jusprevlogo