O Programa mais Recente:

  • Justiça Para Todos traz recomendações para problema de vizinhos barulhentos nos condomínios

    Justiça Para Todos traz recomendações para problema de vizinhos barulhentos nos condomínios

    Entrevistado:

    Alexandre Marques

    Data do Programa:

    Sexta, 19 Janeiro 2018

    Tema:

    Direito Condominial

    Nesta sexta-feira (19), o programa Justiça Para Todos conversou com o advogado Alexandre Marques, especialista em Direito Condominial. Ele esclareceu as principais dúvidas relacionadas ao barulho de vizinhos dentro dos condomínios, mencionando as regras básicas a serem seguidas nessas situações. “A regra geral a ser observada é o silêncio, mesmo durante os dias e aos finais de semana, principalmente à noite. Mas, a par de qualquer legislação, o melhor conselho que podemos dar é o diálogo amigável”, comenta. Na oportunidade, o advogado também trouxe as principais recomendações para as queixas mais comuns envolvendo ruídos no condomínio.
    Confira aqui a entrevista na íntegra.

Justiça Para Todos traz mais informações sobre “stalking”

Sexta, 27 Outubro 2017

Justiça Para Todos traz mais informações sobre “stalking”

Tema:

Stalking

Entrevistado:

Mário Luiz Ramidoff

O Justiça Para Todos conversou, nesta sexta-feira (27), com o desembargador Mário Luiz Ramidoff, que trouxe mais informações sobre a prática do “stalking”, bastante discutida atualmente. O magistrado, que recentemente lançou um livro sobre o assunto, explicou aos ouvintes o significado do termo: “O stalking é uma nova prática delitiva em que o agressor faz um controle sobre a vítima. A diferença é que ele não é conhecido da vítima, não estuda ou trabalha com ela”. O desembargador também citou as ações mais comuns praticadas pelo stalker, esclarecendo, ainda, as diferenças entre essa e outras práticas como o bullying.
Na entrevista, o magistrado também avaliou a relação entre as novas interações sociais e a incidência do “stalking”. “Com a facilitação dos meios de comunicação, as pessoas se tornam cada vez mais visíveis, passando a ser alvos dessas pessoas”, comenta. O desembargador, por fim, analisou como essa prática é interpretada, atualmente, no sistema jurídico brasileiro e de outros países.
Confira aqui a entrevista na íntegra.

bemapbjudibamb403069308 jusprevlogo