O Programa mais Recente:

  • Especial Combate à Violência Doméstica e Familiar – Justiça Para Todos aborda a aplicação da Justiça Restaurativa nesse tipo de violência

    Especial Combate à Violência Doméstica e Familiar – Justiça Para Todos aborda a aplicação da Justiça Restaurativa nesse tipo de violência

    Entrevistado:

    Laryssa Copack Muniz

    Data do Programa:

    Sexta, 24 Novembro 2017

    Tema:

    Semana Nacional Justiça pela Paz em Casa

    No encerramento do especial sobre a Semana Nacional Justiça pela Paz em Casa, o programa Justiça Para Todos conversou, nesta sexta-feira (24), com a juíza Laryssa Copack Muniz, do Juizado de Violência Doméstica e Familiar de Ponta Grossa. Ela trouxe mais informações sobre Justiça Restaurativa e de que forma ela pode ser aplicada nesses casos. “É uma justiça que olha para o futuro, que permite, para as pessoas envolvidas num conflito, que elas possam participar da construção de um novo jeito de viver – muito embora tenha acontecido o rompimento –, e tenta restaurar aquele tecido social que foi maculado com um conflito, crime ou qualquer tipo de violência”, comenta.
    A magistrada também falou sobre os projetos atualmente desenvolvidos pelo Juizado de Ponta Grossa no combate à violência doméstica e familiar, avaliando a eficácia dessas iniciativas. “É um exemplo claro de que intervenções que façam a pessoa pensar e se responsabilizar podem, sim, surtir efeito e reduzir a violência de gênero”, pontua. A juíza explicou, ainda, qual a importância do trabalho com o agressor nesses tipos de violência.
    Confira aqui a entrevista na íntegra.

Justiça Para Todos fala sobre os 10 anos de funcionamento do Projudi no TJPR

Quarta, 09 Agosto 2017

Justiça Para Todos fala sobre os 10 anos de funcionamento do Projudi no TJPR

Tema:

Sistema Projudi

Entrevistado:

Marcelo Gobbo Dalla Dea

Nesta quarta-feira (09), o Justiça Para Todos conversou com o desembargador Marcelo Gobbo Dalla Dea, supervisor geral do Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação do Tribunal de Justiça do Paraná. Ele trouxe aos ouvintes mais informações sobre o Projudi, sistema que funciona há 10 anos no estado. “O Projudi é um sistema digital que substitui o processo físico por um totalmente digitalizado”, explica o magistrado, comentando também sobre a abrangência e os resultados da ferramenta. “No Paraná, os processos andam a 30% do tempo que os processos físicos andam em qualquer outro lugar do país”, destaca.
O desembargador ainda discutiu, durante a conversa, sobre a importância da busca pela agilidade na tramitação dos processos, avaliando os desafios do Poder Judiciário nessa adaptação a novos modelos. “É preciso que se saiba que a tecnologia é uma ferramenta de auxílio, mas não é uma solução. Não existe nada que substitua o talento pessoal do operador do Direito”, ressalta. O magistrado comentou, também, sobre o funcionamento do Processo Judicial Eletrônico (PJe) – sistema desenvolvido pelo Conselho Nacional de Justiça –, e refletiu sobre as medidas a serem adotadas para o constante aprimoramento do Judiciário na agilidade dos processos.
Confira aqui a entrevista na íntegra.

bemapbjudibamb403069308 jusprevlogo

Best World Bookamker williamhill.com reviewbbetting.co.uk