O Programa mais Recente:

  • Atuação do Gaeco na Tríplice Fronteira é tema de edição do Justiça Para Todos

    Atuação do Gaeco na Tríplice Fronteira é tema de edição do Justiça Para Todos

    Entrevistado:

    Tiago Lisboa Mendonça

    Data do Programa:

    Quinta, 08 Fevereiro 2018

    Tema:

    Atuação do Gaeco

    O Justiça Para Todos conversou, nesta quinta-feira (08), com o promotor Tiago Lisboa Mendonça, coordenador da unidade de Foz do Iguaçu do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). Na oportunidade, ele explicou aos ouvintes sobre as competências e a atuação do órgão: “O trabalho desenvolvido pelo Gaeco é atuar em um nicho muito específico que é a área de combate à criminalidade organizada”.
    Durante a conversa, o promotor também comentou sobre o panorama atual da criminalidade nas áreas de fronteira, mais especificamente em Foz do Iguaçu. “É uma teia muito grande de crimes que se relacionam com essa posição geográfica, e isso demanda uma atuação bem específica do Gaeco”, observa. Tiago avaliou, ainda, os desafios no trabalho desenvolvido pelo órgão nessa região.
    Confira aqui a entrevista na íntegra.

Educação de Jovens e Adultos é tema de entrevista do Justiça Para Todos

Quinta, 03 Agosto 2017

Educação de Jovens e Adultos é tema de entrevista do Justiça Para Todos

Tema:

Educação de Jovens e Adultos

Entrevistado:

Maria Tereza Cordeiro

Nesta quinta-feira (03), o Justiça Para Todos conversou com a professora Maria Tereza Cordeiro, que falou sobre o funcionamento e a importância da modalidade de Educação de Jovens e Adultos. Comentando, primeiramente, sobre a atual situação do país no que se refere ao desemprego e à não qualificação dos jovens para o mercado de trabalho, a professora discutiu sobre as alternativas disponíveis para minimizar esse problema. “A Educação de Jovens e Adultos é específica para aqueles que não puderam ter a formação educacional na idade certa. É uma formação que fará com que eles tenham oportunidade de adquirir conhecimento, habilidade, competência, para poderem se preparar para essa participação no mercado de trabalho”, observa.
A professora também explicou aos ouvintes de que maneiras essa modalidade de ensino pode ser ofertada, bem como o tempo médio de duração e os requisitos básicos para aprovação do estudante no curso. Maria Tereza comentou, ainda, sobre os resultados desde a implementação dessa modalidade no país e os principais desafios do poder público, atualmente, na formação adequada dos jovens e adultos.
Confira aqui a entrevista na íntegra.

bemapbjudibamb403069308 jusprevlogo