O Programa mais Recente:

  • Conheça o programa “Justiça e Cidadania também se Aprendem na Escola”

    Conheça o programa “Justiça e Cidadania também se Aprendem na Escola”

    Entrevistado:

    Adriana de Lourdes Simette,

    Data do Programa:

    Quarta, 13 Fevereiro 2019

    Tema:

    Programa Justiça e Cidadania também se Aprendem na Escola

    A juíza diretora do Fórum Descentralizado de Santa Felicidade, Adriana de Lourdes Simette, participou nesta quarta-feira (13) do programa de rádio da AMAPAR, o Justiça para Todos. A magistrada falou para os ouvintes da Paraná Educativa, AM-630, sobre o Programa “Justiça e Cidadania também se Aprendem na Escola”, mais especificamente sobre o seu funcionamento no Fórum de Santa Felicidade.

    O programa, desenvolvido pelo desembargador Roberto Portugal Bacellar, completou recentemente 25 anos e já atendeu mais de 6 milhões de crianças em todo o Brasil. A iniciativa, criada pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), é coordenada no Paraná pela 2ª vice-presidência. A juíza Adriana explica que o objetivo é promover a aproximação do Poder Judiciário com a comunidade, por meio de crianças, que estão na faixa etária dos 9 aos 11 anos.  Confira aqui a entrevista na íntegra. 

Saiba quais são os direitos dos consumidores endividados

Terça, 25 Setembro 2018

Saiba quais são os direitos dos consumidores endividados

Tema:

Direito do consumidor endividado

Entrevistado:

Andressa Jarletti

Nesta terça-feira (25), o Justiça para Todos conversou com a advogada Andressa Jarletti, sobre os direitos dos consumidores endividados. No que consiste o superendividamento, a partir de quanto tempo de inadimplência o nome do devedor é incluído nos órgãos de proteção de crédito, quais sãos as maneiras legais para a realização das cobranças foram questões abordadas pela advogada no início da entrevista. Na oportunidade, a convidada também deu orientações de como o consumidor endividado pode proceder, caso esteja sendo coagido pelas cobranças abusivas, e apontou as possíveis punições ao credor violador desses direitos. Com relação ao empréstimo para a quitação de dívidas, Jarletti ressaltou: “Essa ideia de firmar um novo empréstimo para quitar uma dívida anterior pode fazer com que sua dívida só aumente e o consumidor que já está em uma situação difícil fique em uma situação ainda mais complicada”.  Confira a entrevista na íntegra.

bemapbjudibamb403069308 jusprevlogo