O Programa mais Recente:

  • Conheça o trabalho desenvolvido pelo Núcleo de Práticas de Incentivo à Autocomposição do MPPR

    Conheça o trabalho desenvolvido pelo Núcleo de Práticas de Incentivo à Autocomposição do MPPR

    Entrevistado:

    Samia Saad Galotti Bonavides

    Data do Programa:

    Terça, 22 Janeiro 2019

    Tema:

    Trabalho desenvolvido pelo Núcleo de Práticas de Incentivo à Autocomposição do MPPR

    Nesta terça-feira (22), o Justiça para Todos conversou com a procuradora de justiça Samia Saad Galotti Bonavides sobre o trabalho desenvolvido pelo Núcleo de Práticas de Incentivo à Autocomposição do Ministério Público do Paraná. A convidada deu início a entrevista explicando o que são os métodos alternativos de resolução de conflitos, os principais objetivos da iniciativa do MPPR e como funcionará na prática o trabalho realizado pelo Núcleo. Além de falar sobre a importância da política de incentivo e aperfeiçoamento dos mecanismos de autocomposição, Samia apontou os benefícios que estas práticas trazem a sociedade. Com relação aos planos para o ano de 2019, a procuradora ressaltou: “Os planos são no sentido do Núcleo se consolidar e principalmente, conseguir estimular e atuar em composição na área dos direitos difusos e coletivos”.  Confira aqui a entrevista na íntegra. 

O advogado Martim Afonso Palma conversa com o Justiça para Todos sobre a responsabilidade médica e hospitalar

Terça, 05 Junho 2018

O advogado Martim Afonso Palma conversa com o Justiça para Todos sobre a responsabilidade médica e hospitalar

Tema:

Responsabilidade médica e hospitalar

Entrevistado:

Martim Afonso Palma

A responsabilidade médica e hospitalar foi discutida no programa Justiça para Todos, desta terça-feira (5). O advogado Martim Afonso Palma trouxe aos ouvintes da rádio Educativa mais informações sobre o assunto, explicando o que são práticas antiéticas na área da medicina e como funciona a fiscalização por parte do Conselho de Medicina. Durante a entrevista, Martim citou os principais direitos dos pacientes como, por exemplo, o direito à informação. Ao explicar para os ouvintes o que caracteriza um erro médico, o advogado esclareceu o que significam os termos imprudência, imperícia e negligência: “Negligência é aquele médico que deixou de fazer alguma coisa que ele deveria fazer. Imprudente é quando ele faz mais do que deveria. A questão do imperito é quando falta técnica para ele resolver a situação”. Confira aqui a entrevista na íntegra.  

bemapbjudibamb403069308 jusprevlogo