O Programa mais Recente:

  • Atuação do Gaeco na Tríplice Fronteira é tema de edição do Justiça Para Todos

    Atuação do Gaeco na Tríplice Fronteira é tema de edição do Justiça Para Todos

    Entrevistado:

    Tiago Lisboa Mendonça

    Data do Programa:

    Quinta, 08 Fevereiro 2018

    Tema:

    Atuação do Gaeco

    O Justiça Para Todos conversou, nesta quinta-feira (08), com o promotor Tiago Lisboa Mendonça, coordenador da unidade de Foz do Iguaçu do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). Na oportunidade, ele explicou aos ouvintes sobre as competências e a atuação do órgão: “O trabalho desenvolvido pelo Gaeco é atuar em um nicho muito específico que é a área de combate à criminalidade organizada”.
    Durante a conversa, o promotor também comentou sobre o panorama atual da criminalidade nas áreas de fronteira, mais especificamente em Foz do Iguaçu. “É uma teia muito grande de crimes que se relacionam com essa posição geográfica, e isso demanda uma atuação bem específica do Gaeco”, observa. Tiago avaliou, ainda, os desafios no trabalho desenvolvido pelo órgão nessa região.
    Confira aqui a entrevista na íntegra.

Justiça Para Todos discute direitos da pessoa idosa e atuação de Comissão especializada da OAB-PR

Sexta, 23 Junho 2017

Justiça Para Todos discute direitos da pessoa idosa e atuação de Comissão especializada da OAB-PR

Tema:

Direitos do Idoso

Entrevistado:

Rosângela Maria Lucinda e Juliana Proust

O programa Justiça Para Todos recebeu, nesta sexta-feira (23), a advogada Rosângela Maria Lucinda, presidente da Comissão dos Direitos do Idoso da OAB-PR, e a advogada Juliana Proust, vice-presidente da Comissão. Elas falaram sobre os direitos do idoso e a legislação brasileira que dispõe sobre o tema. Definindo alguns dos principais tópicos do Estatuto do Idoso, as advogadas explicaram de que maneira a OAB-PR atua na proteção dos direitos da pessoa idosa. “A Comissão tem a função de conscientização, que é feita desde a base, com as famílias, com os adolescentes, com os representantes do poder público de todos os âmbitos”, comenta Rosângela.
Elas discutiram, ainda, os principais direitos do idoso nos serviços de saúde e instituições de longa permanência – asilos –, assim como as obrigações dos prestadores desses serviços. As advogadas também esclareceram quais são os tipos de pena previstas em lei para atos de discriminação contra a pessoa idosa. Avaliando a efetividade das políticas de proteção desses direitos, elas também destacaram a importância de um atendimento adequado do idoso pelos órgãos públicos. Por fim, as advogadas orientaram os ouvintes sobre como realizar uma denúncia de maus tratos à pessoa idosa.
Confira aqui a entrevista na íntegra.

bemapbjudibamb403069308 jusprevlogo