O Programa mais Recente:

  • Conheça o trabalho realizado pela Ouvidoria Geral do Tribunal de Justiça

    Conheça o trabalho realizado pela Ouvidoria Geral do Tribunal de Justiça

    Entrevistado:

    Ana Lúcia Lourenço e Maria Aparecida Blanco de Lima

    Tema:

    Ouvidoria Geral do Tribunal de Justiça

    O trabalho desenvolvido pela Ouvidoria Geral do Tribunal de Justiça do Paraná foi o tema debatido pelo Justiça para Todos, na quinta-feira (11). As desembargadoras Ana Lúcia Lourenço, ouvidora geral do TJPR e Maria Aparecida Blanco de Lima, ouvidora substituta, foram convidadas para falar sobre o assunto. Logo no início da conversa, elas explicaram qual é o trabalho realizado na prática pela Ouvidoria Geral, que visa promover a comunicação entre a sociedade e o Poder Judiciário do Paraná. Além disso, esclareceram como a população pode ter acesso a este canal de comunicação para efetuar reclamações. Confira aqui a entrevista na íntegra. 

Juiz Ariel Nicolai Cesa Dias explica situações que são caracterizadas como violência doméstica

Quarta, 13 Março 2019

Juiz Ariel Nicolai Cesa Dias explica situações que são caracterizadas como violência doméstica

Tema:

Ariel Nicolai Cesa Dias

Entrevistado:

Violência doméstica

O especial sobre o combate à violência doméstica e familiar continuou, no Justiça para Todos, na quarta-feira (13), com a participação do juiz Ariel Nicolai Cesa Dias. Nesta Semana Nacional da Justiça pela Paz em Casa, o programa de rádio da AMAPAR traz magistrados que atuam na área para esclarecer aos ouvintes da Paraná Educativa, AM-630, as principais dúvidas sobre o assunto.

O entrevistado do dia, que atua no Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Foz do Iguaçu, iniciou a conversa explicando quais situações podem configurar violência doméstica. “Quando a gente fala em violência contra a mulher geralmente se pensa só na questão da violência física, a agressão. Mas a lei prevê uma série de outras formas de violência. A violência contra a mulher não é só a lesão corporal”, destacou o magistrado e falou a respeito, na sequência, sobre a violência de natureza sexual, patrimonial, moral e psicológica. Confira aqui a entrevista na íntegra. 

bemapbjudibamb403069308 jusprevlogo