O Programa mais Recente:

  • Conheça o trabalho realizado pela Ouvidoria Geral do Tribunal de Justiça

    Conheça o trabalho realizado pela Ouvidoria Geral do Tribunal de Justiça

    Entrevistado:

    Ana Lúcia Lourenço e Maria Aparecida Blanco de Lima

    Tema:

    Ouvidoria Geral do Tribunal de Justiça

    O trabalho desenvolvido pela Ouvidoria Geral do Tribunal de Justiça do Paraná foi o tema debatido pelo Justiça para Todos, na quinta-feira (11). As desembargadoras Ana Lúcia Lourenço, ouvidora geral do TJPR e Maria Aparecida Blanco de Lima, ouvidora substituta, foram convidadas para falar sobre o assunto. Logo no início da conversa, elas explicaram qual é o trabalho realizado na prática pela Ouvidoria Geral, que visa promover a comunicação entre a sociedade e o Poder Judiciário do Paraná. Além disso, esclareceram como a população pode ter acesso a este canal de comunicação para efetuar reclamações. Confira aqui a entrevista na íntegra. 

juiz Alberto Moreira Cortes Neto fala sobre o Programa Semana Nacional Justiça pela Paz em Casa e seus objetivos

Segunda, 18 Março 2019

juiz Alberto Moreira Cortes Neto fala sobre o Programa Semana  Nacional Justiça pela Paz em Casa e seus objetivos

Tema:

Semana Nacional da Justiça pela Paz em Casa

Entrevistado:

Alberto Moreira Cortes Neto

O juiz Alberto Moreira Cortes Neto, que atua na Vara Criminal de Laranjeiras do Sul, participou na quinta-feira (14) do programa de rádio da AMAPAR, o Justiça para Todos. O magistrado contribuiu para o especial sobre o combate à violência doméstica e familiar, que foi realizado por ocasião da Semana Nacional da Justiça pela Paz em Casa.

No início da conversa, o convidado explicou que a iniciativa conta com três edições de esforços concentrados por ano.  “Essas semanas são sempre nos meses de março, marcando o dia das mulheres; em agosto quando ocorre o aniversário da sanção da Lei Maria da Penha e em novembro pois a ONU estabeleceu o dia 25 de novembro como o Dia internacional da eliminação da violência contra a mulher”, esclareceu. Sobre os objetivos do Justiça pela Paz em Casa, o magistrado afirmou: “o programa visa a concentração de esforços para agilizar os processos relacionados à violência de gênero”. Além disso, de acordo com o juiz, o evento objetiva dar visibilidade, por meio de ações interdisciplinares, à realidade violenta que as mulheres brasileiras enfrentam atualmente, “visando a superação desse quadro em um futuro próximo”, concluiu. Confira aqui a entrevista na íntegra. 

bemapbjudibamb403069308 jusprevlogo