O Programa mais Recente:

  • Saiba o que é o programa de compliance e sua importância para as empresas

    Saiba o que é o programa de compliance e sua importância para as empresas

    Entrevistado:

    Tailane Moreno Delgado Moura

    Data do Programa:

    Quinta, 18 Outubro 2018

    Tema:

    Programa de compliance

    O programa de compliance foi o tema debatido pelo Justiça para Todos, nesta quinta-feira (18). A advogada Tailane Moreno Delgado Moura trouxe informações e esclarecimentos a respeito do assunto, explicando no que consiste o programa, seus principais objetivos, o funcionamento do compliance na prática e quando o programa surgiu no Brasil. Além de explicar o que é compliance de dados, Tailane destacou as tendências para essa área. A adesão do programa por pequenas e médias empresas também foi questão esclarecida pela convidada durante a entrevista. Na oportunidade, a entrevistada destacou de que maneira o programa auxilia em parcerias entre as empresas: “Empresas multinacionais para contratarem alguma empresa brasileira, exigem que essa empresa também tenha um programa de compliance”. Confira aqui a entrevista na íntegra.  

Entenda o que é a violência obstétrica com a defensora pública Eliana Lopes

Quarta, 26 Setembro 2018

Entenda o que é a violência obstétrica com a defensora pública Eliana Lopes

Tema:

Violência obstétrica

Entrevistado:

Eliana Lopes

Nesta quarta-feira (26), o tema debatido pelo Justiça para Todos foi a violência obstétrica. A defensora pública Eliana Lopes trouxe mais informações e esclarecimentos a respeito do assunto. A convidada deu início a entrevista apontando situações que podem ser consideradas como violência obstétrica, destacou o que a legislação prevê como consequência para os autores desse tipo de violência e explicou o motivo da elevada subnotificação desses casos. “Muitas vezes as mulheres têm vergonha ou até trauma, mas o mais importante é que muita mulheres não sabem que sofreram a violência obstétrica”, ressaltouCom relação aos traumas deixados pela violência obstétrica, Lopes pontuou: “Muitas mulheres ficam com medo até de ter outros filhos. Então os danos sofridos podem ser desde danos estéticos, danos a uma vida de relação sexual, danos morais, danos morais impróprios”. Confira aqui a entrevista na íntegra. 

bemapbjudibamb403069308 jusprevlogo