O Programa mais Recente:

  • Direito Agrário é tema do Justiça para Todos

    Direito Agrário é tema do Justiça para Todos

    Entrevistado:

    Carlos Arauz Filho

    Data do Programa:

    Segunda, 23 Abril 2018

    Tema:

    Direito Agrário

    Na segunda-feira (23) o convidado do Justiça para Todos foi o advogado Carlos Arauz Filho, que é presidente da Comissão de Direito Agrário e do Agronegócio da OAB-PR. Na entrevista, Arauz explicou quais são as demandas mais comuns, no país e no estado, que são relacionadas ao Direito Agrário, além de pontuar as principais dificuldades e desafios atuais para os produtores rurais. “O agronegócio representa hoje, em 2018, algo em torno de 32% do PIB Nacional”, reflete o advogado, a respeito da representatividade do agronegócio no país, e complementa: “o aspecto local do agronegócio também é muito significativo, existem cidades que dependem quase fundamentalmente do agronegócio”. Acesse aqui a entrevista na íntegra. 

Direitos dos animais é tema de edição do Justiça Para Todos

Terça, 27 Março 2018

Direitos dos animais é tema de edição do Justiça Para Todos

Tema:

Direitos dos animais

Entrevistado:

Karin Kässmayer

O Justiça Para Todos recebeu, nesta terça-feira (27), a advogada Karin Kässmayer, que trouxe aos ouvintes mais informações sobre os direitos dos animais. Primeiramente, ela explicou o que está disposto na Declaração Universal dos Direitos dos Animais, uma das principais referências sobre o tema: “A principal característica desse documento é que ele equipara os animais aos seres humanos em relação a serem sujeitos de direito, a terem direito à existência”, comenta. Elencando os principais direitos dos animais previstos legalmente, a advogada também falou sobre as responsabilidades da União, dos estados e municípios na proteção desses direitos.
Durante a entrevista, Karin também esclareceu o que caracterizam os crimes de maus tratos a animais, citando as principais punições dispostas na legislação e explicando, ainda, como um cidadão pode fazer uma denúncia desse tipo de crime. Por fim, a advogada avaliou as medidas a serem tomadas, pela sociedade e pelo poder público, para o aprimoramento da fiscalização e controle nesse setor. “As ações de conscientização e educação ambiental, nas escolas e fora delas, com a comunidade, também são muito importantes”, acrescenta.
Confira aqui a entrevista na íntegra.

bemapbjudibamb403069308 jusprevlogo