O Programa mais Recente:

  • Procurador fala sobre combate ao trabalho escravo

    Procurador fala sobre combate ao trabalho escravo

    Entrevistado:

    Alberto Emiliano de Oliveira Neto

    Data do Programa:

    Quinta, 19 Abril 2018

    Tema:

    Trabalho Escravo

    O combate ao trabalho escravo foi o tema do Justiça para Todos da quinta-feira (19). O procurador do trabalho Alberto Emiliano de Oliveira Neto explicou aos ouvintes o que significa falarmos em trabalho escravo nos dias atuais. “Temos que compreender a escravidão moderna como violação dos direitos fundamentais”, afirmou e complementou: “Especificamente, podemos definir três hipóteses que caracterizam efetivamente o trabalho escravo: a jornada exaustiva, a condição degradante e a restrição da liberdade de ir e vir”. Na oportunidade, o procurador ainda traçou um panorama sobre a evolução histórica do combate ao trabalho escravo no Brasil e pontuou alguns avanços que ocorreram nos últimos anos. Confira aqui a entrevista na íntegra. 

Acordos de leniência e delação premiada são tema do Justiça Para Todos

Quarta, 05 Julho 2017

Acordos de leniência e delação premiada são tema do Justiça Para Todos

Tema:

Acordo de leniência e delação premiada

Entrevistado:

Marlus Arns de Oliveira

Nesta quarta-feira (05), o Justiça Para Todos conversou com o advogado Marlus Arns de Oliveira, que trouxe aos ouvintes da rádio Educativa mais informações sobre acordos de leniência e colaboração premiada. Ele explicou, primeiramente, a definição dos dois conceitos e suas origens no Judiciário brasileiro, avaliando a importância desses tipos de acordo na investigação de casos de corrupção. “O colaborador traz fatos que são muito difíceis de serem investigados; fatos que ocorrem dentro de uma organização criminosa e que apenas as pessoas que estão dentro dessa organização têm conhecimento”, comenta.
Durante a conversa, o advogado também explicou quais são os pré-requisitos para o fechamento desse tipo de colaboração, bem como as obrigações e os benefícios das empresas ou pessoas físicas que firmam esses acordos com o poder público. Falando sobre sua experiência profissional na área, Arns refletiu, ainda, sobre os principais desafios no contexto político e jurídico para a eficácia do combate à corrupção. “O momento é de aperfeiçoarmos esse instituto da colaboração e da leniência para que ele traga o maior benefício possível para o Estado e para aqueles que colaborem”, destaca o advogado.
Confira aqui a entrevista na íntegra.

bemapbjudibamb403069308 jusprevlogo